Cobrando os Direitos da População Extrativista

Representantes de todas as RESEX do Pará, de três PAE e da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Itatupã Baquiá se reuniram no fim de semana de 29-30 de março de 2008 na Ilha do Maracujá para discutirem e formularem um documento de “Pauta de Reivindicação da População Extrativista.”

Grupo da RDS Itatupã Baquiá
Representantes da RDS Itatupã Baquiá discutem as demandas.

No sábado, @s participantes da reunião se organisaram em grupos e elaboraram as demandas de suas unidades de conservação detalhadamente. Muitas destas demandas não são novas (para ver o documento clique aqui). Porém, pouco foi feito até agora. Algumas reservas distantes como Riozinho de Anfrízio já estão quatro anos sem ninguém ter ido para lá ajudar a situação precária da população da reserva. O domingo começou com a discussão geral do documento a entregar pela manhã. Quando chegaram os representantes do ITERPA, IDEFLOR, GRPU, SAGRI, INCRA, IBAMA e da Procuradoria Federal da República por volta de meio dia, as visitas foram recebidos com um grande almoço com cardápio regional de galinha caipira, camarão com açaí e peixe cozido.

 

Ideflor et al.
Representantes do governo escutam as lideranças.

À tarde as lideranças extrativistas apresentaram a Pauta de Reivindicação da População Extrativista, documento de 34 páginas e ressaltaram a grande necessidade de ação inmediata para melhorar as condições de vida e trabalho das comunidades extrativista e combater invasões e ataques contra as unidadesde conservação.

Image
Anotando as colocações das lideranças.

Ao mesmo tempo, as lideranças reconheceram os esforços do governo PT no fortalecimento do segmento extrativista e se mostraram otimistas quanto à parceria com os órgãos do Estado.

 

INCRA
Antenor do INCRA afirma o compromisso do governo com a população extrativista.

O governo por sua parte respondeu com entusiasmo e enfatizou a importância da participação da base no desenvolvimento sustentável da região. As colocações do CNS e das lideranças das unidades de conservação seriam uma contribuição importante para o desempenho do trabalho dos órgãos responsáveis, comentou Helena Nahum, Coordenadora do Núcleo de Relacionamento com a Sociedade Civil.

O Conselho mandou hoje o documento aos órgãos do Estado e agurada agora as medidas tomadas pelas autoridades.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: